Imprensa

Receba nossa Newsletter



Novas medidas de prevenção contra a covid-19 na China podem afetar entrada de carne do Brasil

19/06/2020 - Novas medidas de prevenção contra a covid-19 na China podem afetar entrada de carne do Brasil

 Medidas prevenção que estão sendo adotadas pelo governo chinês para combater o ressurgimento da codiv-19 em Pequim poderão afetar as exportações brasileiras de carnes, segundo relato enviado ao Itamaraty pela embaixada do Brasil no país asiático, apurou o Valor.

Por causa das novas exigências, que geram mais custos e incertezas, alguns importadores já suspenderam as compras e pediram que cargas já contratadas não sejam embarcadas para a China, segundo a mensagem da embaixada brasileira em Pequim.

Segundo o relato da diplomacia, pesquisadores do Centro para Prevenção e Controle de Doenças (CPCD) chinês anunciaram que, segundo dados preliminares, o vírus que voltou a atingir Pequim seria de uma variedade que passou por mutação na Europa.

O CPDC estuda a hipótese de que a contaminação possa ter ocorrido por meio de salmão importado. Embora pescados não possam ser vetores da doença, o argumento em Pequim é que o produto poderia ter sido contaminado durante a captura ou o transporte.

A embaixada brasileira em Pequim relata que, como medida preventiva, o Bureau Municipal para Regulação de Mercado anunciou que reforçará a inspeção de alimentos frescos e carnes congeladas. Por sua vez, vários municípios chineses determinaram a suspensão da importação e comercialização de pescados e de carne bovina importados.

O relato enviado a Brasília diz que, segundo empresários brasileiros, a orientação dada pelo governo chinês a grandes empresas importadoras tem sido realizar testes de ácido nucleico em amostras de carnes importadas, durante o desembaraço aduaneiro.

A conclusão é que, a depender dos resultados da investigação sobre a origem da contaminação no mercado de alimentos de Pequim, as autoridades chinesas poderão eventualmente impor restrições à importação de carnes brasileiras e/ou pedir mais informações sobre medidas preventivas adotadas pelos frigoríficos para evitar a contaminação de alimentos a serem exportados — a China é o principal destino das exportações brasileiras de carnes.

O Ministério da Saúde chinês combate o surgimento do novo foco da infecção em Pequim. No total, 258 novos casos foram registradas desde a semana passada na capital. Mas as autoridades dizem que a situação “está sob controle”.

Fonte: Valor Econômico adaptado pela IEG FNP

Compartilhe:

Índice

Consultoria
Projetos que englobam aspectos socioeconômicos, mercadológicos, técnicos e comerciais da atividade agropecuária.
Business Intelligence
Estudos de pesquisas de mercado, análises setoriais e competitivas.
Palestras
Confira as últimas apresentações dos analistas da Informa Economics FNP sobre as diversas áreas e segmentos do agronegócio.
Publicações
Anuários, boletins e relatórios em português e inglês.
Quem Somos | Pecuária | Grãos | Açúcar/Etanol | Terras | Insumos | Anualpec | Agrianual | Imprensa | Consultoria | Business Intelligence | Palestras | Publicações
IEG FNP | Agribusiness Intelligence
Avenida Paulista, 726 – 17º andar – Bela Vista, São Paulo – SP - 01310-100
Tel.: + 55 11 4504-1414
e-mail: DL-Agribusiness-fnp@ihsmarkit.com
Copyright © 2020 IHS Markit. All Rights Reserved